Grupos de Pesquisa

Preserv-Ação

Coordenadoras: Profa. Dra. Luciana Miranda

 

Integrantes: Profª. Drª. Neusa Gonzaga de Santana Pressler, Profª. Drª. Rosane Maria Albino Steinbrenner

Brunella Lago Velloso, Juliana Lima dos Santos, Karina Menezes Cunha, Keila Adreane Corrêa da Silva, Lara Thaís de Souza Lages, Luis Fernando Pinheiro Machado, Paula Catarina de Almeida Costa, Suzana Cunha Lopes.

 

Proposta do grupo: O Grupo Preserv-Ação dedica-se a estudos e pesquisas voltados para a inter-relação entre comunicação, ciência e meio ambiente, dada a sua inserção e pertinência na Pós-Graduação em Comunicação, Cultura e Amazônia e no curso de Comunicação Social da UFPA, na região Amazônica.

Trata-se, portanto, de um espaço para reflexão crítica e debate sobre a produção midiática e sobre as estratégias institucionais de comunicação voltadas para ciência e meio ambiente, com ênfase na Amazônia.

Grupo de Pesquisa em Processos de Comunicação (Pespcom)

Coordenadora: Profa. Dra. Maria Ataide Malcher

 

Integrantes: Profª. Drª. Netilia Silva dos Anjos Seixas, Prof. Dr. Otacílio Amaral Filho, Profª. Drª. Regina Lúcia Alves Lima, Profª. Drª. Jane Aparecida Marques, Prof. Dr. Edson Roberto Leite, Leandro Raphael Nascimento de Paula, Ana Juliana Fontes da Silva, Fernanda Chocron Miranda, Suelen Miyuki Alves Guedes, Alinne Kellen Passos do Nascimento.

 

Proposta do grupo: O Grupo de Pesquisa em Audiovisual e Cultura (GPAC), a partir de estudos e reflexões sobre as dinâmicas das "Indústrias Culturais", orientados pelos Estudos Culturais, busca discutir e analisar a produção audiovisual – videoclipe, telejornal, telenovela, cinema e outros – na contemporaneidade, estudando as relações que as mídias audiovisuais, enquanto meios e linguagens, estabelecem com questões de ordem histórico-sócio-cultural; bem como com as novas tecnologias, tanto no âmbito da produção – forma e conteúdo –; quanto do consumo – veiculação e recepção.

 Mídias Alternativas na Amazônia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Líder: Profª. Drª. Célia Regina Trindade Chagas Amorim 

 

Integrantes: Professores: Alda Cristina Costa, Otacílio Amaral Filho, Rosane Steinbrenner. Mestrandas: Lorena Meira Rodriguez, Luciana Hage, Adriana Lira, Natália Pereira. Graduandas: Milene Costa de Sousa, Lanna Paula Ramos da Silva. Mariana Pereira.

 

O Grupo de Pesquisa, ativo na base do CNPq desde 2011, localiza a Comunicação no âmbito do poder de Cidadania na sociedade amazônica, fazendo uma reflexão sobre a hegemonia e a contra-hegemonia na esfera pública local/global. O contexto histórico do início da investigação é a partir da Ditadura-Militar (1964-1985) e se justifica pelo “boom” da imprensa alternativa, que marcou o período noticiando os graves crimes praticados no País. Por meio desse liame histórico é possível entender o movimento de pequenos jornais e revistas de resistência que nos anos de 1970-1980 lutavam pela liberdade de expressão contra o autoritarismo vigente; de 1990 em diante a bandeira é em defesa da cidadania em uma época de democracia estabelecida. Destacam-se, neste último contexto, as lutas das rádios e TVs comunitárias. E mais recentemente as mídias alternativas na internet. Atentam-se às novas formas de participação política que essas mídias têm alcançado em escala planetária. Dentre os autores estudados, destacam-se: Foucault (Poder), Gramsci (Hegemonia), Habermas (Esfera pública), Lima e Peruzzo (Comunicação), Loureiro e Pinto (Amazônia).

Líder: Profª. Drª. Elaide Martins (líder), Danila Cal (vice) e Analaura Conradi (líder pela Unama).

O Grupo nasce como fruto do processo de diálogo e interação entre membros da Faculdade de Comunicação da UFPA e dos Programas de Pós-Graduação Comunicação, Cultura e Amazônia (PPGCom/UFPA) e Comunicação, Linguagem e Cultura na Amazônia (PPGCLC/UNAMA). Constitui-se um espaço de discussão e reflexão sobre práticas e pesquisas de comunicação envolvendo o tripé de sustentação temática (interações, tecnologias e Amazônia) e demais temas afins.
 
Objetivos:
- Desenvolver pesquisas e análises dos usos, das apropriações e das interações entre tecnologias digitais e sociedade na Amazônia.
- Investigar e refletir sobre as interações proporcionadas pelas tecnologias, das tradicionais às mídias digitais e/ou móveis.

Grupo de Pesquisa Interações e Tecnologias na Amazônia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Grupo de Pesquisa Sociologia da Cultura e da Comunicação na Amazônia

Coordenador: Prof. Dr. Fabio Fonseca de Castro

 

Integrantes: Alexandre Almeida Barbalho, Ana Paula Nazaré de Freitas, Adrielson Acácio de Lima Barbosa, Cincinato Marques de Souza Junior, Everaldo de Souza Cordeiro, Fabrício Santos de Mattos, Gleidson Wirllen Bezerra Gomes, Mariana de Almeida Ferreira, Marina Ramos Neves de Castro.

 

Proposta do grupo: O grupo adota uma perspectiva sociológica "sensível" para interpretar fenômenos relacionados à cultura, comunicação, mídia e identidade presentes na Amazônia. Essa matriz sociológica "sensível" é construída com apoio da sociologia compreensiva (Weber), da sociologia formista (Simmel), da sociologia fenomenológica (Schutz), da etnometodologia (Garfinkel), da sociologia do cotidiano (Maffesoli), da pesquisa sobre representações sociais (Moscovici) e dos estudos culturais críticos. A relação entre esses autores é evidente, na medida em que eles produzem análises interpretativas, não sistêmicas e não estruturantes dos processos sociais. Os fenômenos estudados pelo grupo delimitam-se, em primeiro lugar, pela área geográfica amazônica. Em segundo lugar, por uma percepção crítica de toda forma de identidade e de toda compreensão essencialista de cultura.

Narrativas Contemporâneas na Amazônia Paraense - Narramazônia

Coordenadora: Profa. Dra. Alda Cristina Costa

 

Integrantes: 

Alunos com Mestrado: Thais Braga; Evelyn Aquino; Lídia Rodarte;

Discentes Doutorandos: Vanda Amin; Carla Soares; Bruno Marcelo;

Discentes do Mestrado: Sergio Ferreira; Nathan Kabuenge; Ana Paula Mesquita; Ana Caroliny Pinho;

Marília Jardim; Gecilene Gecilene Marinho;

Alunos da Graduação: Raisa Araujo; Wallace Junior.

Proposta do grupo: O NARRAMAZÔNIA é um espaço de discussões e pesquisas multi e transdisciplinar sobre a constituição e circulação de narrativas na sociedade. Através do ato de narrar é possível compreender as interações humanas: a relação do eu com o outro, bem como a constituição dos contextos históricos, culturais e sociais em que estão inseridos. As narrativas como produtoras de sentidos e dos modos de interação dos sujeitos em sociedade. Conceituações e caracterizações das narrativas. Narrativas da literatura: mito e ficção. Narrativas midiáticas: fato e acontecimento. As diversas linguagens observadas como narrativas: da escrita ao virtual. As narrativas produzidas sobre a Amazônia na contemporaneidade.

 

Grupo de Pesquisa Comunicação, Política e Subalternidade - ComSub

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Líder: Profª. Drª. Danila Gentil Rodriguez Cal Lage

O Grupo ComSub vem desenvolvendo pesquisas sobre os modos pelos quais, por meio de processos comunicativos, sujeitos em posição de subalternidade são construídos e representados simbolicamente e, principalmente, interessa-se pelas repercussões disso para a construção de políticas e resolução de conflitos públicos. Entre as temáticas trabalhadas estão: o trabalho infantil doméstico, a redução da maioridade penal, o enfrentamento da violência sexual contra crianças, desigualdades de gênero, reconhecimento e homoafetividade. Atualmente, realiza, em parceria do Grupo de Pesquisa em Mídia e Esfera Pública (PPGCom-UFMG) e a Universidade da Carolina do Norte (Prof. Jurg Steiner), pesquisa sobre o potencial da deliberação para resolução de conflitos.

Grupo de Pesquisa Comunicação, Consumo e Identidade (Consia)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Líder: Profª. Drª. Manuela do Corral Vieira

O grupo realiza estudos acerca da interação entre sujeitos e as práticas de consumo e de comunicação. A teia de significados e possibilidades dos cotianos observados é analisada com o intuito de expandir olhares, compreensões e diálogos, especialmente com os estudos realizados na Antropologia, nos Estudos de Gênero e na Cultura Material. Neste sentido, compreender trajetórias e experiências, sociabilidades e relações, objetos e sujeitos são exercícios para se refletir sobre as práticas de comunicação, consumo e identidade desenvolvidas no social.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now