DISCIPLINAS

OBRIGATÓRIAS

OBRIGATÓRIAS

Estudos Teóricos da Comunicação

(CH 45h – CRÉDITOS: 03)

 

A disciplina objetiva oferecer ao aluno uma percepção cartográfica dos referenciais teóricos que contribuem para a construção da pesquisa em Comunicação. Assim, estuda-se os fundamentos, conceitos, temas e autores, procurando situá-los no contexto da pesquisa realizada no Programa. Num primeiro momento, interpreta-se a comunicação em sua dimensão social: suas dinâmicas relacionais, simbólicas e midiáticas; os fundamentos comunicacionais da vida social, os fundamentos sociológicos da Comunicação e a globalidade do processo comunicativo. Em seguida, constrói-se um panorama conceitual das teorias de comunicação: o Funcionalismo (Modelos administrativos, Escola Psicológica de Chicago, a Communication Research, Escola da influência, Comportamentalismo etc.); o Pragmatismo (Semiótica, Interacionismo e a Escola Sociológica de Chicago); a Teoria Crítica (a ideologia e seus fundamentos socioeconômicos, a Escola de Frankfurt, crítica marxista não-frakfurtiana, crítica culturalista gramsciana e lukacsiana, modelos pós-marxistas, econômica política da comunicação, dialogismo bakhtiniano, teoria dos campos de Bourdieu, a indústria cultural e a sociedade do espetáculo); a Teoria da Informação (modelos sistêmicos, matemáticos e cibernéticos); o Estruturalismo (Semiologia, Semiótica da cultura, dialogismo e polifonia, Análise discursiva estruturalista); as abordagens culturalistas (Escola de Toronto, Etnografia da Comunicação, Análise Discursiva, Teoria Ator-Rede, Análise de Recepção) e as abordagens pós-estruturalistas (Escola de Palo Alto, Escola de Montreal, Critica pós-moderna, Etnometodologia, Estudos Culturais). Propõem-se uma percepção sistemática e cartográfica dos modelos e experiências de pesquisa desenvolvidas pelo campo comunicacional. Conclui-se a disciplina inserindo o aluno no debate contemporâneo sobre as questões epistemológicas da Comunicação.


 

Estudos de Temas Amazônicos 

(CH 45h – CRÉDITOS: 03)

 

A disciplina objetiva proporcionar uma compreensão da formação histórica, econômica, social e cultural da Amazônia com ênfase em seus processos comunicativos. O objetivo é observar as grandes variáveis que concorrem para a formação da experiência social amazônica e, portanto, configuram e são configurados pelos os processos comunicativos contemporâneos presentes na região. Pretende-se discutir, por um lado, a formação da base econômico-exportadora da Amazônia em seus sucessivos modelos – os sistemas agroflorestais da época colonial, o modelo pombalino, o ciclo gomífero e os modelos da integração nacional brasileira, destacando os projetos de desenvolvimento e ocupação do território. Por outro lado, também observa-se a diversidade social e cultural amazônica, abordando os aspectos sincrônicos e diacrônicos de sua constituição sociocultural. Procura-se, assim, compreender as contradições e as negociações culturais presentes nesse processo, destacando a formação populacional e étnica, bem como os campos sociais concorrentes para a constituição dos saberes locais duradouros no tempo e dinâmicos na sua espacialidade.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now