OUTRAS ATIVIDADES

Projetos e/ou atividades de extensão desenvolvidos por professores do PPGCom em outras universidades

Projetos de extensão cadastrados e em vigência na Universidade Federal do Amapá (Unifap):

LupaNH: Projeto de tecnologia social hiperlocal geolocalizada no bairro de Novo Horizonte

Coordenador(a): Prof. Dr. Walter Teixeira Lima Junior.

Período de vigência: 22/07/2017 a 21/07/2019

Situação do Projeto: em andamento

Responsável: Prof. Dr. Walter Teixeira Lima Junior.

Descrição: O Projeto Lupa NH tem como objetivo incentivar a cidadania dos moradores, trabalhadores e frequentadores do Bairro Novo Horizonte, através de tecnologias digitais conectadas móveis. Com ajuda de aplicativo para celular, criado para esse fim, os usuários do sistema poderão de forma geolocalizada inserir dados sobre o bairro, alimentando banco de dados com informações sobre a infraestrutura deficitária nas seguintes áreas: Água Potável; Coleta e Tratamento de Esgoto; Iluminação Pública; Calçadas; Asfalto; Limpeza Urbana. O bairro foi escolhido pelo projeto por ser o segundo maior em população na cidade de Macapá, de acordo com estimativas atuais o número gira em torno 45 mil habitantes.

Novo Horizonte possui uma história em comunicação comunitária, pois o mesmo possui a sua rádio comunitária e já teve seu jornal impresso comunitário. Embasado nos conceitos contemporâneos de comunicação hiperlocal, o Projeto Lupa NH promove a conversação entre os membros da comunidade com a intenção de estruturar dados e configurar, através deles, a real situação da infraestrutura fornecida pelos poderes públicos aos moradores do bairro. Sendo a própria comunidade responsável por abastecer o aplicativo com dados relevantes sobre o meio onde habita, ela se comprometerá com ações que pressionem os entes públicos a transformar a realidade da infraestrutura do lugar, de acordo com as demandas elencadas como prioridades. O Lupa NH congrega, inicialmente, alunos do curso de Jornalismo e Ciências da Computação, além de voluntários que participaram do Hackathon do projeto realizado no dia 4 de março (sábado), das 08:00 as 17:00 horas, no laboratório de Webjornalismo da Unifap (http://projetolupanh.blogspot.com.br/) Depois de realizar revisão bibliográfica e tecnológica sobre a temática, a atual fase do projeto contempla a modelagem do aplicativo. O projeto possui o apoio de dois agentes transformadores e importantes no bairro: o professor Lobão, que comanda os projetos na área de comunicação da Escola Raimunda dos Passos e a acadêmica de jornalismo Jéssica Janyelle (Estácio/Seama), que também é responsável pela rádio comunitária do Novo Horizonte. Para dar ampla divulgação ao projeto e conquistar participantes na participação, foram abertos perfis nas redes sociais: Facebook e Twitter (https://twitter.com/projetolupanh/) Essa ação permitirá maior proximidade entre todos os envolvidos e maior visibilidade sobre o bairro Novo Horizonte, dando voz à sua comunidade para expor a realidade em que vive e na busca de melhorias significativas na qualidade de vida. O projeto de extensão é vinculado ao Projeto de Pesquisa cadastrado 734/2016 : TECNOLOGIAS DE JORNALISMO HIPERLOCAL NA CONSTRUÇÃO DA CIDADANIA

 

 

A violação da terra e da infância nos garimpos do Amapá

Coordenador(a): Prof. Dr. Walter Teixeira Lima Junior.

Período de vigência: 19/02/2018 a 18/02/2019

Situação do Projeto: em andamento

Responsável: Prof. Dr. Walter Teixeira Lima Junior.

Descrição: A reportagem pretende investigar a infância em áreas de garimpo no estado do Amapá, garimpos nos municípios de Porto Grande, Serra do  Navio, Oiapoque, Pedra Branca e outros, um dos garimpos onde será trabalhada a reportagem é o garimpo do Vila Nova no município de Porto  Grande, onde há atuação de mineradora e de garimpos, onde também uma das repórteres do projeto realizou um documentário sobre Mulheres no Garimpo  para o Canal Futura.

Objetivos Gerais: O objetivo central do projeto é a produção de texto e de material  audiovisual para ser divulgado nos veículos de mídias tradicionais (TV, rádio e impresso). além de inserir o conteúdo produzido pela Grande Reportagem no noticiário broadcasting, também será fornecido à grande mídia o material colhido para divulgação (textos, fotos, áudio e vídeo), além do fornecimento de entrevistas. O projeto também contempla a divulgação através das redes sociais, como Facebook (fanpage) e Twitter (conta do projeto).

Justificativa: Na maioria dessas localidades, o que resta são garimpos, alguns  clandestinos, com o alto número de pessoas que chegam nessas áreas. Para além do garimpo formam-se também comunidades, geralmente sem nenhuma qualidade de vida, sem acesso aos meios de comunicação, com precário fornecimento de energia elétrica, sem água potável, sem segurança pública, sem acesso à saúde e educação de qualidade. São locais esquecidos pelo poder público e regido por suas próprias leis e seus próprios comandos.

Fundamentação Teórica: Resgate do formato de grande reportagem no jornalismo, mas metaforizando-a em novo formato, longform (multimídia). Para isso serão desenvolvidas estratégias, com os acadêmicos de jornalismo, de estratégias de reportagem tanto no domínio da observação e observação participante, quanto no domínio das formas de pesquisa dos antecedentes da pauta, quanto no Domínio das formas dialógicas com os protagonistas da ação social.

Metodologia: Pré Produção: Contato com os possíveis parceiros para o projeto Oficinas de capacitação para os profissionais que participarão do projeto Realização de pesquisa teórica e de campo Realização da reportagem e produção do Longform.

Resultados Esperados: Evolução de conhecimento dos acadêmicos sobre grande reportagem e formato Longform Produção da grande reportagem no formato Longform

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now